Publicidade
19/09/2017
Login
Entrar

1942 - Vale do Rio Doce

Email
A-   A+
José Costa demonstrou a viabilidade da exploração racional e intensiva das reservas minerais do Estado, ajudando assim a fundar a Companhia Vale do Rio Doce.

O início da Segunda Guerra Mundial, em 1939, modificou totalmente o cenário para a exploração do minério de ferro no Brasil. Visando garantir o fornecimento para as suas siderúrgicas, Estados Unidos e Inglaterra assinaram com o Brasil os chamados Acordos de Washington, viabilizando a criação da Companhia Vale do Rio Doce.

Corria o ano de 1942. Os Acordos de Washington garantiam que a Inglaterra compraria e transferiria para o Brasil as jazidas de minério de ferro de uma companhia inglesa que explorava o insumo em Itabira. Enquanto isso, os Estados Unidos forneceriam um financiamento de US$14 milhões para obras e aquisição de máquinas para a ferrovia.

Ao governo brasileiro caberia a compra da Estrada de Ferro Vitória-Minas e o seu reaparelhamento, além da criação de uma companhia encarregada da extração, transporte e embarque de minério.

Hoje, a Vale é a maior exportadora mundial de minério de ferro e atua nas áreas de transporte ferroviário e marítimo, ouro, celulose, alumínio, metalurgia, siderurgia, reflorestamento e mineração de caulim, níquel, titânio, manganês e bauxita.
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.