Publicidade

DC Inovação

11/03/2016

Startup quer recolocar Mariana no roteiro

Aplicativo desenvolvido por mineiros destaca os atrativos turísticos da cidade histórica
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Desenvolvida com intuito de ajudar a cidade de Mariana a se reerguer após o acidente, a solução "Salve Mariana" não foi monetizada/Divulgação
Depois de figurar inúmeras vezes na mídia atrelada à notícia negativa do rompimento da barragem de rejeitos Fundão, o município de Mariana, na região Central de Minas Gerais, ganha a chance de ser vista sob um novo olhar. Há quatro meses, um mineiro e mais quatro sócios desenvolveram, por meio da startup Game Developers, o Salve Mariana, aplicativo que destaca os atrativos turísticos da cidade histórica. Desenvolvida com intuito de ajudar a cidade a se reerguer após o acidente, a solução não foi monetizada, mas os sócios já pensam em trabalhar a tecnologia para que ela chegue a outros municípios como um produto.

A startup responsável pelo aplicativo fica em Florianópolis, no Sul do País, mas a ideia chegou por meio do fundador e CEO da empresa, Juliano Cristian Bonifácio, que é de São João del-Rei. “Moro em Florianópolis, mas sou mineiro, e fiquei sensibilizado com a situação de Mariana. Então pensei que podíamos criar algo para ajudar, mas uma solução que fosse além da questão das doações que já estavam acontecendo. Foi quando decidimos divulgar o que tem de melhor na cidade, que é o turismo”, afirma.

Mesmo sem saber detalhes das consequências do acidente na cidade, o empreendedor acabou chegando em um dos principais problemas vividos por Mariana após a tragédia. Segundo a coordenadora de turismo do município, Lívia Castro, houve uma queda drástica no comércio local, na ocupação hoteleira e até na circulação de turistas nas ruas. Ela afirma que o noticiário do acidente tem espantado os visitantes, que acham que a cidade não tem condições de receber turistas.

“Nosso objetivo é levar o lado bom de Mariana para o Brasil e para o mundo. Também queremos atingir a população local: trazer de volta a autoestima do morador para que ele participe dessa virada de jogo e ajude a cidade a atrair visitantes”, afirma o CEO da Game Developers. Segundo ele, a empresa investiu cerca de R$ 10 mil, entre patente, estrutura e software, além do trabalho da equipe no desenvolvimento do aplicativo. Até o momento, o app já teve mais de 4 mil downloads. Na versão piloto do Salve Mariana o usuário consegue encontrar informações sobre o turismo na cidade, como a parte histórica, a culinária e o Carnaval de rua.

Os sócios também apresentaram a proposta para a prefeitura da cidade, que ainda sugeriu a inserção de um canal para que o município divulgue seus boletins e eventos. “O aplicativo cumpre, então, duas funções: além de promover o turismo na cidade aproxima o morador da prefeitura”, diz. O acesso ao aplicativo é gratuito e o objetivo, segundo o CEO, é que isso permaneça assim mesmo que a startup monetize a solução e a leve para outros municípios.

Entre os possíveis caminhos desenhados pelos sócios para atrair recursos para o aplicativo está o estabelecimento de parcerias com governo e empresas, que invistam na ferramenta em troca de exposição de sua marca. Outra possibilidade é “vender espaço” no aplicativo para empresários ligados ao turismo e que tenham o desejo de divulgar seu estabelecimento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

02/12/2016
Empresa cria app que desenvolve joias por meio de memórias
Uma joia única feita através das emoções de uma história de amor. Tal feito só se tornou real por meio de tecnologia sofisticada e muita criatividade dos...
02/12/2016
Capital é pouco atrativa para empreender
Belo Horizonte ocupou a 11ª posição em índice, muito longe de São Paulo (1º) e Florianópolis (2º)
02/12/2016
Mineira inova em sites de eventos pessoais
Plataforma Felicitous é a única que oferece a opção de personalização completa e ilimitada de layout
02/12/2016
Startups apresentam soluções para o setor
Durante cerca de dois meses, 40 startups desenvolveram projetos que tinham o objetivo de contribuir com os setores de comércio e serviços da Capital. O resultado desse trabalho...
02/12/2016
DogHero participa de programa do Google
São Paulo - A DogHero , empresa de hospedagem domiciliar e personalizada para cães, foi selecionada para participar do programa do Google de aceleração para startups,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.