Publicidade
20/09/2017
Login
Entrar

Economia

14/09/2017

Setor de serviços tem queda de 0,8% em julho e atinge recorde negativo

Reuters
Email
A-   A+
Rio e São Paulo - O setor de serviços no Brasil frustrou as expectativas e interrompeu série de três de altas em julho, registrando o pior resultado para o mês na série, o que indica que o movimento de recuperação será gradual.

Segundo os dados divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de serviços registrou queda de 0,8% em julho na comparação com junho, contra expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,3 %.

Esse foi o pior resultado para o mês de julho desde que a série foi iniciada em 2012. A última vez em que o setor registrou perdas foi em março, de 2,3%.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o setor apresentou queda de 3,2% no volume, pior do que a projeção de queda de 1,3% na pesquisa.

O movimento apresentado em julho destaca que o setor de serviços ainda encontra dificuldades para apresentar uma recuperação sustentada, de acordo com o coordenador do IBGE, Roberto Saldanha, ressaltando que a recuperação da economia no Brasil deve ser gradual.

O IBGE informou que entre as principais categorias analisadas, a de Serviços prestados às famílias foi a única a crescer, com alta de 0,9%. Todos os demais segmentos apresentaram perdas no volume, com destaque para as quedas de 2,8% em Outros Serviços e de 2% em Serviços profissionais, administrativos e complementares.

Já o segmento de Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio registrou queda de 0,9% no volume em julho sobre junho.

Os serviços foram um dos destaques positivos no crescimento acima do esperado que o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou no segundo trimestre, de 0,2 % sobre os três primeiros meses do ano.

O setor apresentou expansão de 0,6% entre abril e junho sobre os três meses anteriores, num ambiente de inflação e juros em queda e sinais de estabilização do mercado de trabalho.

“Para que o setor de serviços reaja de maneira mais forte será preciso uma recuperação mais vigorosa da indústria, que vem numa sequência de alta, mas ainda suave”, completou Saldanha.

A confiança no setor também avança, tendo a segunda alta consecutiva em agosto com melhora das expectativas e redução das incertezas políticas, embora a cautela ainda prevaleça em relação ao investimento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/09/2017
Usiminas reajustará preços em 10,2%
A siderúrgica, que prevê alta na demanda, deve promover o aumento a partir de 5 de outubro
20/09/2017
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Destino dos aportes da indústria deverá ser a qualidade e a redução de custos, na avaliação de especialistas
20/09/2017
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
São Paulo - O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil, divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e...
20/09/2017
MP para repactuação de concessões é publicada
Brasília - O Diário Oficial da União (DOU) de ontem trouxe publicada a Medida Provisória 800/2017, que estabelece as diretrizes para a reprogramação de...
20/09/2017
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Motivo seria a suspensão de incentivos
› últimas notícias
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
MP para repactuação de concessões é publicada
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Minas se distancia da recessão
Fapemig aguarda até 16 de outubro os projetos de pesquisa para o Queijo Minas Artesanal
Compre Certo planeja ampliar atuação no interior do País
Reino Unido estreita, ainda mais, parceria com Fiemg Lab
Arranjos Produtivos Locais em Minas vão receber investimentos personalizados
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.