Publicidade
17/11/2017
Login
Entrar

DC Auto

22/09/2017

Peugeot 3008 encanta por onde passa

SUV apresenta belo design, interior com acabamento acima da média e powertrain competente
José Oswaldo Costa
Email
A-   A+
A Peugeot informou que o novo 3008 recebeu o prêmio de “Carro do Ano” na Europa. O lançamento do utilitário esportivo, no Brasil, ocorreu no dia 20 de junho.

Já no dia 26 do mesmo mês, a montadora francesa anunciava que todas as 50 unidades destinadas à pré-venda haviam sido vendidas em menos de duas horas. O SUV chegou às concessionárias da marca no fim do mês de julho.

Verificamos a tabela elaborada pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e os números do utilitário esportivo são os seguintes: em julho foram emplacadas 31 unidades; em agosto, 247 unidades comercializadas; e, em setembro (até ontem), 80 unidades.

Em agosto, primeiro “mês “cheio” de vendas, o objetivo da Peugeot anunciado no lançamento, de vender 250 unidades por mês, foi alcançado. Nada mal para um veículo que, na geração anterior, vendia cerca de 13 unidades por mês.

É há motivos reais para esse sucesso? O DC Auto recebeu, para avaliações, uma unidade do Peugeot 3008 e podemos dizer, sem dúvida nenhuma, que sim.

Comecemos pelo design. Para que o leitor tenha uma ideia melhor, não lembramos, nos últimos anos, de um carro que estivesse conosco para avaliação e que fosse tão elogiado pelas pessoas que encontramos no caminho.

Não houve uma pessoa sequer que, ao vê-lo, não se aproximasse para conhecê-lo melhor e fazer elogios. Chegamos a ouvir de um senhor: “Não sei se ele é mais bonito por fora ou por dentro”.

Realmente, a nova geração do 3008 é muito bonita. Chama muito atenção tanto a dianteira quanto a traseira. A dianteira está mais verticalizada e o capô é longo e horizontal. A grade é ampla e traz facetas cromadas. O para-choque volumoso, com pegada esportiva, invade os faróis. Esses são bem afinados e elegantes.

Os faróis de neblina receberam acabamento cromado. Uma peça cinza abaixo da placa dá um toque mais off-road.

Na traseira, destaque para o novo conjunto de lanternas (em LED), unidas por uma régua em preto brilhante que invade as laterais. O conjunto passa a imagem de uma máscara. Diferente, bonito e inovador.

A placa está alojada na tampa do porta-malas. O para-choque recebeu “olhos de gato” nas extremidades e uma régua cromada.

Lateralmente, o que chama mais atenção são as belas rodas de 19 polegadas que não passaram despercebidas para quem teve contato com o SUV. As portas também receberam acabamento cromado na base.

Definitivamente, é um veículo que impõe sua presença por onde passa.

Interior – No interior, o 3008 passa a adotar o mesmo tipo de painel (i-Cockpit) que estreou aqui no hatch 208 e que também equipa o crossover 2008. O painel de instrumentos fica em posição mais elevada em relação ao volante.

Volante, aliás, que passa a adotar o mesmo raio diminuto do compacto, o que torna a condução muito prazerosa. A diferença é que, além da base reta, o topo também passa a ser reto, facilitando a leitura do quadro de instrumentos.

Por falar nisso, agora ele é totalmente digital e configurável (com quatro modos de visualização) e conta com uma tela 12,3 polegadas. Acima das saídas centrais de ar fica localizada a tela do sistema multimídia.

Ela é do tipo touchscreen, de 8 polegadas, e foi posicionada como um tablet. Botões posicionados como teclas de piano, abaixo das saídas de ar centrais – de muito bom gosto – reúnem as principais funções: rádio, climatização, parâmetros do veículo, telefone e aplicativos móveis.

Em termos de materiais utilizados no interior, mais uma vez a Peugeot se destaca. Parece que, a cada lançamento, a montadora francesa se aprimora nesse quesito. No Brasil, são poucos os veículos que recebem tanto esmero e dedicação.

Há muito alumínio (painel, console central, volante, portas), couro (volante, bancos, portas, console central), material macio ao toque (painel) e uma inovação bonita e ousada: tecido que lembra um carpete (de alta qualidade) presente no painel e nas portas. Tudo com muito bom gosto e sem exageros.

À noite, luzes azuis de LED espalhadas pela cabine – nas portas, painel, piso e ao redor do teto panorâmico – dão um toque agradável e acolhedor.

Um destaque no conforto são os bancos dianteiros, equipados com massageador: são oito bolsas de ar espalhadas nos encostos proporcionando cinco tipos de massagens diferentes.

Muito útil em trechos mais longos, como tivemos a chance de comprovar em uma viagem de mais de mil quilômetros.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/11/2017
Chevrolet apresenta a S10 100 Years
Versão limitada a 450 unidades, numeradas, utiliza motor 2.8 Turbo Diesel e câmbio de 6 marchas
17/11/2017
Jaguar XE 2018 chega ao mercado nacional com novas opções de motores e duas versões
O Jaguar XE chega ao modelo 2018 com a nova linha de motores Ingenium, totalmente desenvolvida pela Jaguar Land Rover. Os novos propulsores Ingenium são bastante leves e compactos,...
10/11/2017
Subaru Forester ganha nova versão de entrada
Linha do utilitário passa a contar com 3 opções
10/11/2017
Continental investe em segurança digital automotiva
A conectividade dos veículos já é uma realidade e novos sistemas estão sendo desenvolvidos para tornar os carros cada vez mais eficientes, autônomos e seguros....
10/11/2017
Motor Boxer 2.0, aspirado, rende 150 cv
O Forester L está equipado com o mesmo conjunto mecânico da versão intermediária da gama (Sport): motor Boxer 2.0 litros aspirado, com 150 cv de potência e torque...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.