Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

Agronegócio

12/09/2017

Norte-americana Pilgrim?s Pride pagou US$ 1 bi à controladora JBS pela subsidiária Moy Park

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo e Bengaluru - A processadora de carne de frango norte-americana Pilgrim’s Pride Corp concordou ontem em pagar à controladora JBS cerca de US$ 1 bilhão pela subsidiária britânica Moy Park, ajudando a gigante brasileira a manter um ativo de valor em meio a um crescente escândalo.

Em comunicado, a Pilgrim’s Pride informou que a aquisição da Moy Park foi negociada e aprovada por um comitê especial do conselho de administração formado por três membros independentes representando os acionistas minoritários. O comitê “foi aconselhado independentemente e teve total autoridade” sobre todos os aspectos da transação, de acordo com o comunicado.

Sob os termos da transação, que será financiada com caixa e contração de dívida, a Pilgrim’s Pride permitirá que a Moy Park continue sediada em Craigavon, na Irlanda do Norte. A administração da Moy Park, liderada pela presidente-executiva, Janet McCollum, será mantida, segundo o comunicado.

A estrutura incomum ocorre num momento em que a JBS, maior processadora de carnes do mundo, enfrenta dificuldades com os desdobramentos de uma investigação de corrupção envolvendo os acionistas controladores Wesley e Joesley Batista.

A JBS disse em fato relevante que os recursos obtidos com a transação serão utilizados para amortizar a dívida de curto prazo no Brasil.

A JBS, que pagou US$ 1,5 bilhão pela Moy Park dois anos atrás, está perto de concluir um plano de venda de ativos desencadeado pela admissão dos irmãos Batista de subornar 1.893 políticos no Brasil.

A Pilgrim’s espera que a compra da Moy Park gere US$ 50 milhões em economias de despesas anualizadas nos próximos dois anos. A combinação deve ser “imediatamente acrescida ao lucro por ação”, informou o comunicado da Pilgrim’s, observando que a oferta pela Moy Park avalia a companhia toda em US$ 1,3 bilhão.

A Moy Park fornece 25% do frango consumido na Europa Ocidental e é uma das 10 maiores empresas de alimentos do Reino Unido.

A JBS controla a Pilgrim’s Pride desde 2009, após pagar US$ 2,8 bilhões por uma participação que agora soma cerca de 75%. A empresa brasileira, que também a segunda maior processadora de alimentos do mundo, anunciou os planos de vender a Moy Park pela primeira vez em 20 de junho.

O Barclays atuou como consultor financeiro da Pilgrim’s, enquanto a Evercore trabalhou com o comitê especial da empresa.

Entre as empresas que manifestaram interesse na compra do negócio estão a chinesa WH Group e a subsidiária Smithfield Foods, além da CapVest Partners LLP, da Louis Dreyfus e do Groupe Bigard.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/11/2017
Melhoramento genético garante leite que não causa alergia
Embrapa faz estudo com criadores de Gir e Girolando
18/11/2017
Oferta do café robusta para a indústria chega a volume regular
São Paulo - A oferta de café robusta para a indústria brasileira foi considerada como “normal” pela primeira vez em 2017, evidenciando uma...
18/11/2017
FJP disponibiliza dados em plataforma
A Fundação João Pinheiro (FJP) divulgou, nesta sexta-feira, dados referentes à produção agrícola, rebanhos e produtos de origem animal de Minas...
17/11/2017
Valor Bruto da Produção recua 9,57% em Minas Gerais
Receita foi estimada em R$ 53,46 bilhões, com retração de preços de produtos como café, soja e milho
17/11/2017
Brasil deve apurar queda de 5,1% no ano
São Paulo - O Valor Bruto da Produção agropecuária (VBP) do Brasil poderá cair 5,1% em 2018 na comparação com 2017, quando o Brasil colheu uma...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.