Publicidade
20/09/2017
Login
Entrar

Negócios

12/01/2017

Na trilha dos queijos artesanais

Chef Daniel Martins vai percorrer o Estado para conhecer pequenos produtores
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Trip Queijeira do empresário e chef Daniel Martins deve ser transformada em um livro para divulgar a tradição/Divulgação
Conhecer as paisagens mineiras e experimentar os diversos queijos artesanais produzidos no Estado é um sonho gastronômico acalentado, certamente, por muitas pessoas. O empresário e chef de cozinha Daniel Martins faz dessa vontade negócio a partir de hoje, quando começa a sua Trip Queijeira. A viagem tem início por Barbacena, na região Central, acompanhando uma produção capril; continua por Coronel Xavier Chaves, no Campo das Vertentes; Fechados (povoado de Santanta de Pirapama), também na região Central; Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Itapecerica, Piumhi e São Roque de Minas, na região Centro-Oeste; e Capitólio, no Sul de Minas; além da Capital.

“A ideia é conhecer os pequenos produtores, registrar o dia a dia deles, fazendo uma viagem de experiência. Meu objetivo é que esse material se transforme em um livro que ajude a divulgar a tradição queijeira do Brasil. Vamos, por exemplo, a Fechados, um povoado aos pés da Serra do Cipó, onde só se chega a cavalo ou de jipe. Lá existe um modo de produção muito antigo. Vamos ficar três dias para acompanhar e participar de todo o processo”, explica Martins.

A viagem vai percorrer municípios famosos nacionalmente pela produção de queijos, como São Roque de Minas, na Serra da Canastra, e pinçar produtos únicos, como o “Queijo do Frei”, produzido na Serra da Piedade, ao lado do Santuário que homenageia a padroeira de Minas, em Caeté.

Além dos queijos, a “Trip” quer mostrar os lugares e o modo de vida regional. As peculiaridades de cada produtor e município valorizadas como algo singular e que vale a pena ser preservado e conhecido. “Essas regiões têm um grande potencial para o agroturismo ainda não explorado. Algumas iniciativas já foram tomadas, mas a maioria das propriedades ainda não tem estrutura para receber visitantes. Nosso intuito é também conversar sobre isso com os produtores. Mostrar que essa é uma forma de agregar valor ao queijo produzido, gerar renda e emprego, e ajudar a fixar as pessoas em seus lugares de origem”, destaca o empresário.

O projeto não tem patrocínio e é bancado com o lucro da empresa Queijo com Prosa, sediada no Rio de Janeiro. Por meio dela, o chef oferece palestras e eventos baseados nos queijos artesanais. Martins é formado pelo Instituto Cândido Tostes, considerado um dos melhores centros técnicos lácteo da América do Sul, e tem uma antiga relação com o queijo artesanal. Mineiro de Elói Mendes, no Sul de Minas, viu o laticínio da família fechar na década de 1990, vitimado pela concorrência dos queijos dos países do Cone Sul que inundaram o mercado brasileiro naquela época. Radicado no Rio de Janeiro e trabalhando no setor de óleo e gás não se conformou e buscou qualificação para retomar a tradição familiar de um outro jeito. Foi assim que, em 2015, fundou a Queijo com Prosa.

Leia também
Criatividade para superar a crise econômica


Junta Local - Junto com outros chefs de cozinha, o empresário, que também é sommelier de cerveja, integra a Junta Local, uma comunidade que reúne pequenos produtores e chefs que faz eventos em locais públicos no Rio de Janeiro, para promover a causa do fornecimento de comida boa, limpa e justa dentro de uma região.

“Nosso objetivo é democratizar o alimento, seja pelo acesso ou pelo valor. Queremos mostrar que é possível fornecer um alimento de qualidade a um preço justo, dando acesso a todos à boa alimentação. Desse jeito todos lucram. Estamos em um País de fartura, não existem motivos para fome e desnutrição aqui. O que existe é irresponsabilidade. Hoje vejo vários projetos nesse mesmo sentido, é uma mentalidade nova que está surgindo”, comemora o chef.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/09/2017
Maricota muda estratégia nos EUA
Com um novo parceiro local, marca reorganiza a presença naquele país mirando a população local
20/09/2017
Empresas focam retorno sustentável
São Paulo - A nova geração de investidores, capitaneada pelos millennial - nascidos entre 1980 e 2000 - e pelas mulheres, demanda que as empresas ofereçam não...
20/09/2017
Mineira está na final do Desafio de Inovação
Competição promovida pelo Sebrae e Braztoa estimula geração de soluções e ideias para o trade
20/09/2017
Vida noturna ganha espaço nos terraços de hotéis
Eventos elevam taxa de ocupação
20/09/2017
Minas Gerais se destaca em competição internacional
Após passar por cidades como Londres, Santiago, Sydney, Singapura e Buenos Aires, durante os dias 16 e 17 de setembro, foi a vez de Belo Horizonte sediar o Startup Games. Pela primeira vez...
› últimas notícias
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
MP para repactuação de concessões é publicada
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Minas se distancia da recessão
Fapemig aguarda até 16 de outubro os projetos de pesquisa para o Queijo Minas Artesanal
Compre Certo planeja ampliar atuação no interior do País
Reino Unido estreita, ainda mais, parceria com Fiemg Lab
Arranjos Produtivos Locais em Minas vão receber investimentos personalizados
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.