Publicidade
16/08/2017
Login
Entrar

Negócios

12/08/2017

Horta no Potim aposta em espaço gastronômico

Meta é realizar eventos corporativos
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
O Horta no Potim tem um cardápio que explora diferentes tipos de produtos saudáveis/Divulgação
Depois de conquistar o público belo-horizontino com um cardápio de refeições saudáveis, a Horta no Potim passa a oferecer, também, um espaço gastronômico para realização de eventos corporativos e cursos de culinária. A nova estratégia foi viabilizada pela mudança de sede da empresa, que se instalou em uma charmosa casa dos anos 30, no bairro Santa Tereza, na região Leste da Capital. A expectativa dos sócios é de que a casa receba, pelo menos, 36 cursos de culinária este ano, além de eventos de pequenas e médias empresas.

De acordo com a idealizadora do Horta no Potim, Dandara Matos, o novo negócio foi uma consequência bem-sucedida do processo de mudança de sede. Ela explica que os sócios já estavam em busca de um novo espaço para a empresa até que encontraram a casa do Santa Tereza, que tinha o clima de proximidade que a marca sustenta por meio de seus produtos artesanais. Em um espaço no fundo do terreno, eles construíram uma cozinha industrial, que comporta até 24 pessoas e que tem todos os equipamentos e estrutura adequada para manter uma linha de produção.

Só a cozinha era suficiente para a Horta no Potim manter seu negócio, mas a casa e seu charme dos anos 30, assim como o quintal com pomar e horta mostraram potencial para os negócios da empresa. “Não queríamos que a marca fosse só um ambiente frio de uma cozinha industrial. Então resolvemos unir esse perfil de indústria e linha de produção com o ambiente acolhedor da casa, que passou a receber eventos corporativos e cursos ligados à culinária”, afirma.

De acordo com a empreendedora, a empresa investiu cerca de R$ 60 mil na obra da cozinha industrial e em alguns equipamentos. O ambiente foi montado com reaproveitamento de materiais, como palets e portas, que viraram mesas e bancos. No quintal, uma horta foi plantada com temperos, chás e plantas medicinais. A área também tem um pequeno pomar com árvores de jabuticaba, limão, mexerica e acerola, além de fogão e forno a lenha.

Com cinco meses de operação, a nova sede já recebeu dois eventos. O terceiro já está marcado e será um curso de preparação de carnes. Segundo a idealizadora, quando o espaço é alugado para eventos corporativos, a empresa oferece também o serviço de buffet. A expectativa dos sócios é de que, até o fim do ano, pelo menos 36 cursos sejam realizados no local. “Nossa expectativa é de que os cursos ajudem na divulgação do espaço para os eventos. Nosso principal foco são empresas de pequeno e médio porte que demandam estrutura de evento para até 50 pessoas”, diz.

Linha do tempo - Com dois anos de operação, a empresa é especialista em comida saudável e tem um extenso cardápio que explora diferentes tipos de produtos como saladas, pratos quentes, caldos, sanduíches, doces, molhos e conservas. A Horta no Potim faz entrega delivery, mas também está presente em 23 pontos de venda em Belo Horizonte. A expectativa dos sócios é chegar a 75 até o fim do ano. “Essa expansão é ousada, mas estamos apostando principalmente na linha SoSweet, que é composta de confits de tomate grape vermelho e amarelo e de ketchup caseiro. Esse tipo de produto tem entrada mais facilitada em empórios, mercearias e até restaurantes”, afirma.

Outra forma de comercialização da empresa são os planos de assinatura mensais, trimestrais e semestrais, que podem ser contratados por pessoas físicas ou por empresas.

Entre as metas da Horta do Potim para este ano está a expansão de clientes no plano corporativo. Hoje, são apenas dois, mas a meta é chegar a 50 até o fim deste ano.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2017
Receita da Pif Paf deve ir a R$ 4 bilhões
Estimativa da empresa é para 2020 e contempla, ainda, aquisições no período
15/08/2017
51º Bazar do Hudson prevê giro de R$ 4,5 milhões
A 51ª edição do Bazar do Hudson, no Jardim Canadá, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), estima receber mais de 20 mil pessoas em cinco dias...
15/08/2017
Reforma Trabalhista: tudo o que os empreendedores precisam saber
A reforma trabalhista está promovendo mudanças significativas no regime de contratação. Veja aqui como essas alterações interferem na relação de pequenas empresas com seus empregados.
15/08/2017
Oi ainda busca aprovar plano de recuperação judicial
Acordo prioriza quem tem a receber da companhia até R$ 50 mil
15/08/2017
Estado busca alavancar indústria criativa
Iniciativa do governo, via Codemig, integra principais instituições e projetos de incentivo ao setor
› últimas notícias
Caged: Minas é destaque na criação de empregos formais
Roubo de cargas onera toda a sociedade
Magnesita Refratários reporta prejuízo líquido de US$ 41,4 milhões
Corte a importações da Coreia do Norte é imposto
Balança tem superávit de US$ 873 milhões na segunda semana de agosto, aponta Mdic
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Roubo de cargas onera toda a sociedade
Receita da Pif Paf deve ir a R$ 4 bilhões
Vale passa a ter o controle indefinido e afasta o fantasma de interferência governamental
Magnesita Refratários reporta prejuízo líquido de US$ 41,4 milhões
Estado busca alavancar indústria criativa
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de August de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.