Publicidade
17/11/2017
Login
Entrar

DC Auto

29/09/2017

Heavy Tipper é voltado para a mineração

Com esse modelo, Scania aposta no reaquecimento das compras de novas unidades para o setor
Da Redação
Email
A-   A+
A Scania lança para o mercado global e nacional o Heavy Tipper, desenvolvido para atender às demandas da mineração. Produzido com componentes mais robustos, de acordo com a Scania, o novo modelo carrega até 25% a mais de carga líquida em relação aos atuais e apresenta serviços personalizados para o cliente obter uma operação cada vez mais rentável.

Entre os destaques estão o novo sistema de troca, a conectividade e os programas de manutenção.

“O Scania Heavy Tipper surge num período perfeito de retomada da compra, a curto e médio prazos, de caminhões para a mineração. Desde 2013 que este mercado não dava sinais concretos de voltar a ser comprador”, afirmou Fabrício Vieira, gerente de Mineração da Scania no Brasil.

Segundo Vieira, há outro componente virtuoso para a estratégia de negócios do lançamento. Houve um grande movimento de compras de caminhões para a mineração entre 2011 e 2012.

Geralmente, a vida útil dos veículos em atividades para o setor é de três anos. “Ou seja, a idade média desta frota está muito alta e, consequentemente, com um custo operacional elevado. Estamos falando de um potencial de renovação de no mínimo mil unidades represadas.”

Segundo a Scania, atualmente a fabricante sueca detém 33% do mercado de mineração. Com o lançamento do Heavy Tipper, a empresa projeta um incremento de 12% nas vendas.

“Os novos produtos e suas soluções, rapidamente, terão suas vantagens percebidas pelo cliente. Temos como meta aumentar a participação para 45%. O mercado vai se surpreender com esta novidade”, afirmou.

Leia também:
Promessa é de um aumento de 5% na disponibilidade


Economia – A nova gama salta das atuais 32 toneladas de carga líquida para, no mínimo, 40 toneladas de capacidade, ou um índice 25% superior. Dessa forma, o peso bruto total (PBT) salta para 58 toneladas.

“Os concorrentes oferecem, no máximo, 32 toneladas e 48 toneladas de PBT. Estamos inovando o mercado mais uma vez, e criando um nicho”, salientou o gerente.

Além disso, em comparação com a linha atual Scania para a mineração, ele reduz em até 15% o custo por tonelada transportada, aumenta em 30% a vida útil na operação (cerca de um ano a mais de trabalho, sendo três a vida média das opções atuais do mercado), eleva em até 5% a disponibilidade da frota e pode proporcionar até 10% de economia de combustível por tonelada transportada.

Tudo aliado ao pacote de serviços oferecido que conta com treinamento de motoristas, sistema de trocas de peças, conectividade e programas de manutenção especialmente desenvolvidos para o segmento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/11/2017
Chevrolet apresenta a S10 100 Years
Versão limitada a 450 unidades, numeradas, utiliza motor 2.8 Turbo Diesel e câmbio de 6 marchas
17/11/2017
Jaguar XE 2018 chega ao mercado nacional com novas opções de motores e duas versões
O Jaguar XE chega ao modelo 2018 com a nova linha de motores Ingenium, totalmente desenvolvida pela Jaguar Land Rover. Os novos propulsores Ingenium são bastante leves e compactos,...
10/11/2017
Subaru Forester ganha nova versão de entrada
Linha do utilitário passa a contar com 3 opções
10/11/2017
Continental investe em segurança digital automotiva
A conectividade dos veículos já é uma realidade e novos sistemas estão sendo desenvolvidos para tornar os carros cada vez mais eficientes, autônomos e seguros....
10/11/2017
Motor Boxer 2.0, aspirado, rende 150 cv
O Forester L está equipado com o mesmo conjunto mecânico da versão intermediária da gama (Sport): motor Boxer 2.0 litros aspirado, com 150 cv de potência e torque...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.