Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

DC Turismo

09/04/2016

Fotografia e turismo em um clique

Meta é realizar, através da plataforma, 500 ensaios fotográficos em 2016
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Ideia da Phototrip.me, rede on-line de fotógrafos profissionais, é mostrar um olhar diferente da cidade além do tradicional ponto turístico/Phototrip.me
Belo Horizonte é uma das 21 cidades representadas no Phototrip.me, rede on-line de fotógrafos profissionais que tem o objetivo de unir fotografia e turismo. Criada há um mês, a plataforma já conta com 30 fotógrafos cadastrados, sendo dois em Minas Gerais, que oferecem aos turistas o serviço combinado de guia local e ensaio fotográfico. A expectativa do sócio-fundador da rede, Túlio Pires Bragança, é de que em 2016 os fotógrafos realizem juntos 500 ensaios fotográficos.

A rede nasceu da experiência de Bragança, que mora em Buenos Aires, na Argentina, e já realizava esse serviço de forma autônoma. O grande diferencial que ele propõe, mais do que fotografar mochileiros, casais ou famílias em suas viagens, é oferecer a eles a possibilidade de conhecer a cidade onde estão sob o olhar de um guia local. “Muitas vezes o fotógrafo vai sugerir locais e pontos fora da rota turística tradicional para o ensaio. Nosso diferencial é ser uma alternativa de turismo diferente e criativa”, explica o sócio-fundador.

Enxergando nessa atividade um nicho de mercado, o empreendedor decidiu ampliar sua ideia para uma rede de fotógrafos localizados em diferentes cidades do Brasil. Ele investiu R$ 5 mil no desenvolvimento da plataforma e espera que o retorna aconteça nos primeiros três meses de funcionamento da rede. O lucro da Phototrip.me se dá por meio de uma comissão de 20% do valor pago pelos clientes aos fotógrafos.

Todo o processo de contratação dos profissionais é feito por meio da plataforma. A Phototrip.me garante um número mínimo de fotografias de acordo com o pacote escolhido pelo cliente e as disponibiliza na própria plataforma em até cinco dias. O custo do serviço depende da quantidade de horas e lugares visitados. Um ensaio de duas horas em dois lugares em Belo Horizonte, por exemplo, custa R$ 250. Atualmente, a rede conta com 30 profissionais de 21 cidades no mundo, sendo 11 no Brasil. A expectativa de Bragança é chegar a 50 fotógrafos até o meio do ano e fechar 2016 com 500 ensaios fotográficos realizados por meio da plataforma.

Recém-cadastrado na rede, o fotógrafo mineiro Guilherme Pires está otimista e acredita que a plataforma deve ajudá-lo a incrementar em até 30% seu faturamento. Ele reforça o diferencial da combinação do ensaio ao serviço de guia local, lembrando que cada profissional é um conhecedor da região onde está e, por isso, poderá imprimir nos turistas a verdadeira cultura da cidade onde estão.

“A ideia é mostrar um olhar diferente da cidade além do tradicional ponto turístico. Os turistas normalmente vão aos mesmos lugares e não passeiam nas ruas adjacentes, não exploram outros parques ou museus que não são os mais famosos. Aqui em Belo Horizonte, por exemplo, posso levar os turistas à Praça da Liberdade, mas também ao bairro Santa Tereza e ao Parque Lagoa do Nado, na Pampulha”, afirma.

Ele lembra que a maioria das pessoas gosta de registrar momentos da viagem, como em frente a pontos turísticos, comendo algum prato típico ou próximo a algum símbolo daquela cidade. Mas, muitas têm em mãos apenas o celular ou, ainda, têm dificuldade de pedir a um terceiro que faça a foto. Com o serviço oferecido pela rede de fotógrafos esse registro é facilitado. “Sozinhas, as pessoas são obrigadas a recorrer aos selfies, mas com um fotógrafo, elas vão curtir muito mais a viagem, além de ter um álbum de qualidade que vai eternizar aqueles momentos”, defende.

Além dos pacotes de ensaios conforme horas e números de lugares visitados, o fotógrafo mineiro também vai oferecer duas opções especiais. Uma delas é o pacote cidades históricas, que dura quatro horas, com produção de, no mínimo, 75 fotos e que custa R$ 600. Há ainda o pacote Instituto Inhotim, que também tem quatro horas de duração, mínimo de 75 fotos e custa R$ 440.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/11/2017
Fasano chega à Capital em 2018
Empreendimento terá 78 quartos e vai contar também com o restaurante Gero
18/11/2017
Nova Lima realizou Circuito do Turismo Empreendedor
A cadeia produtiva do turismo de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), viveu uma semana agitada com a realização do Circuito do Turismo Empreendedor,...
18/11/2017
Conceição do Mato Dentro busca reaver título de "capital mineira do ecoturismo"
Conceição do Mato Dentro , na região Central, surgiu a partir de um povoado no início do século 18, e é um dos mais antigos assentamentos urbanos de Minas...
11/11/2017
Banho de cachoeira e trilhas atraem turistas
Algumas de fácil acesso, outras mais escondidas, elas são o destaque de um meio ambiente diverso
11/11/2017
Entregue 1ª fase das obras de recuperação da Matriz de Conceição do Mato Dentro
Conhecida pelo ecoturismo praticado na Serra do Cipó, Conceição do Mato Dentro, na região Central, se prepara para voltar a atrair também o turismo religioso e...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.