Publicidade
20/09/2017
Login
Entrar

Economia

15/08/2017

Balança tem superávit de US$ 873 milhões na segunda semana de agosto, aponta Mdic

AE
Email
A-   A+
Brasília - A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 873 milhões na segunda semana de agosto (7 a 13), segundo dados divulgados ontem pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). O saldo é resultado de exportações de US$ 3,913 bilhões menos importações de US$ 3,040 bilhões registradas na semana.

Com esse desempenho, no mês de agosto, até o dia 13, a balança comercial acumula um superávit de US$ 1,219 bilhão. As exportações totalizam, no mês, US$ 6,936 bilhões e as importações, US$ 5,717 bilhões. No ano, o saldo da balança comercial brasileira é positivo em US$ 43,730 bilhões, resultado de exportações de US$ 133,408 bilhões menos importações de US$ 89,678 bilhões.

A média diária exportada pelo Brasil, na segunda semana de agosto (7 a 13), chegou a US$ 782,7 milhões O valor é 3,6% superior à média de US$ 755,7 milhões registrada na primeira semana do mês.

Leia também:
Saldo recorde é sinal de melhora na economia, afirma ministro


Esse aumento na média exportada foi motivado pelo incremento de 6,5% nas exportações de produtos básicos, com destaque para as vendas externas de soja em grãos, petróleo em bruto, fumo em folhas, carne bovina, caulim e outras argilas; e de 2,5% nas exportações de manufaturados, principalmente automóveis de passageiros, tubos flexíveis de ferro/aço, veículos de carga, óleos combustíveis e óxidos e hidróxidos de alumínio.

Em contrapartida, as vendas externas de produtos semimanufaturados registraram queda de 6,4% na segunda semana de agosto, em razão do recuo nas vendas de celulose, açúcar em bruto, catodos de cobre, madeira em estilhas, ferro-ligas e ferro fundido.

Com relação às importações, a média diária da segunda semana de agosto ficou em US$ 608 milhões, o que representa uma retração de 9,1% em relação à primeira semana do mês, quando a média diária importada foi de US$ 669,2 milhões.

No acumulado, a média diária exportada até a segunda semana do mês, de US$ 770,7 milhões, é 4,4% maior que a verificada em agosto de 2016 (US$ 738,5 milhões). Esse incremento, destaca o Mdic, ocorreu em razão do aumento das vendas de produtos básicos (+8,6%), e semimanufaturados (+7,1%). Já as vendas de manufaturados tiveram ligeira queda de 0,3%.

Com relação às importações, a média diária até a segunda semana de agosto, de US$
635,2 milhões, ficou 13,7% acima da medida de agosto de 2016 (US$ 558,6 milhões).

Nessa comparação, cresceram os gastos com adubos e fertilizantes (+63,4%), siderúrgicos (+59,9%), combustíveis e lubrificantes (+28,7%), equipamentos eletroeletrônicos (+23,9%) e veículos automóveis e partes (+12,4%). (AE)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/09/2017
Usiminas reajustará preços em 10,2%
A siderúrgica, que prevê alta na demanda, deve promover o aumento a partir de 5 de outubro
20/09/2017
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Destino dos aportes da indústria deverá ser a qualidade e a redução de custos, na avaliação de especialistas
20/09/2017
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
São Paulo - O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil, divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e...
20/09/2017
MP para repactuação de concessões é publicada
Brasília - O Diário Oficial da União (DOU) de ontem trouxe publicada a Medida Provisória 800/2017, que estabelece as diretrizes para a reprogramação de...
20/09/2017
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Motivo seria a suspensão de incentivos
› últimas notícias
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
MP para repactuação de concessões é publicada
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Minas se distancia da recessão
Fapemig aguarda até 16 de outubro os projetos de pesquisa para o Queijo Minas Artesanal
Compre Certo planeja ampliar atuação no interior do País
Reino Unido estreita, ainda mais, parceria com Fiemg Lab
Arranjos Produtivos Locais em Minas vão receber investimentos personalizados
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.