Publicidade
20/09/2017
Login
Entrar

Economia

17/05/2017

Apesar da queda na comparação com abril, expectativas são melhores do que no ano passado

Agência Estado
Email
A-   A+
Item Perspectiva de Consumo registrou aumento de 28,2% em maio na comparação com o mesmo intervalo de 2016/Alisson J. Silva
Rio - Os brasileiros ficaram menos propensos às compras na passagem de abril para maio, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) alcançou 77,7 pontos em maio, numa escala de 0 a 200 pontos, o equivalente a uma redução de 0,2% em relação ao mês anterior. O resultado, entretanto, foi 11,1% superior ao mesmo período do ano passado, a terceira variação positiva consecutiva.

“A confiança das famílias segue em trajetória positiva apesar da pequena queda mensal nos meses de abril e maio. A melhora nas expectativas das famílias se dá, principalmente, pelas notícias favoráveis à retomada da economia, como a desaceleração da inflação, a queda dos juros e a liberação de recursos de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)”, avaliou Juliana Serapio, assessora econômica da CNC, em nota oficial.

O componente Emprego Atual teve ligeira queda de 0,1% em relação a abril, mas permanece acima da zona de indiferença (100 pontos), aos 108,5 pontos. Em relação a maio de 2016, houve avanço de 8,4%. O percentual de famílias que se sentem mais seguras em relação ao emprego atual ficou em 31,8% em maio, ante 31,6% em abril.

A preocupação das famílias em relação ao mercado de trabalho foi evidenciada pelo componente Perspectiva Profissional. O subitem alcançou 98,8 pontos em maio, uma queda de 1,6% na comparação com abril. Em relação a maio do ano passado, porém, houve aumento de 6,3%.

O componente Nível de Consumo Atual cresceu 16,6% na comparação com maio do ano passado, além de aumentar 1,9%, ante abril. Mas a maior parte das famílias declarou estar com o nível de consumo menor do que o do ano passado, o equivalente a 60,2% dos entrevistados, ante uma fatia de 60,87% em abril.

O item Perspectiva de Consumo registrou aumento de 0,5% em relação a abril e elevação de 28,2% ante o mesmo período de 2016.

O componente Momento para Duráveis apresentou crescimento de 1,6% na comparação com o mês anterior, após duas quedas consecutivas. Em relação a maio de 2016, o item mostrou aumento de 20,4%.

Leia também:
Indicador do Boa Vista aponta recuo
Setor comemora resultados do Dia das Mães


Prazo - O crédito ainda restrito e caro para os consumidores impactou os resultados dos componentes ligados às compras a prazo em maio, apontou a CNC. O item Acesso ao Crédito, aos 70 pontos, teve queda de 0,1% em maio, ante abril, mas subiu 5,3% em relação a maio de 2016.

“Perspectivas mais favoráveis no que diz respeito à velocidade de queda dos juros e impactos positivos que essa medida provocaria sobre o mercado de trabalho ainda são necessárias para que o setor (varejo) retome um ritmo de crescimento mais intenso nos próximos meses”, concluiu a entidade.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/09/2017
Usiminas reajustará preços em 10,2%
A siderúrgica, que prevê alta na demanda, deve promover o aumento a partir de 5 de outubro
20/09/2017
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Destino dos aportes da indústria deverá ser a qualidade e a redução de custos, na avaliação de especialistas
20/09/2017
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
São Paulo - O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil, divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e...
20/09/2017
MP para repactuação de concessões é publicada
Brasília - O Diário Oficial da União (DOU) de ontem trouxe publicada a Medida Provisória 800/2017, que estabelece as diretrizes para a reprogramação de...
20/09/2017
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Motivo seria a suspensão de incentivos
› últimas notícias
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor deve mudar o foco dos investimentos
Iace tem alta de 0,7% em agosto, aponta a FGV
MP para repactuação de concessões é publicada
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Minas se distancia da recessão
Fapemig aguarda até 16 de outubro os projetos de pesquisa para o Queijo Minas Artesanal
Compre Certo planeja ampliar atuação no interior do País
Reino Unido estreita, ainda mais, parceria com Fiemg Lab
Arranjos Produtivos Locais em Minas vão receber investimentos personalizados
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.