Publicidade

DC Turismo

12/12/2015

Accor investe R$ 18 milhões no Centro-Oeste de Minas

Ibis ficará em Nova Serrana
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Nova Serrana, conhecida como o maior polo produtor de calçados do Estado, vai receber um hotel da bandeira Ibis/Reprodução
Dando continuidade a um intenso programa de expansão, a rede AccorHotels segue investindo no interior. O foco são cidades com mais de 50 mil habitantes e forte indicativo de crescimento, como Nova Serrana, no Centro-Oeste mineiro. A cidade, conhecida como o maior polo produtor de calçados do Estado, vai receber um hotel da bandeira Ibis. O investimento de R$ 18 milhões será feito pelo parceiro local RR Empreendimentos Imobiliários.

O empreendimento, classificado na categoria econômica, terá 100 quartos e quando estiver pronto deve gerar 60 empregos diretos. De acordo com o diretor adjunto de novos negócios da AccorHotels América do Sul, Eduardo Camargo, com a bandeira Ibis (Ibis, Ibis Styles e Ibis Budget) a rede Accor começou chegar em cidades secundárias e terciárias.

?Mapeamos cidades com potencial para receber um empreendimento Accor ? que apresentassem um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) alto e zona industrial consistente, acima de 80 mil habitantes. A partir disso, buscamos parceiros qualificados. Foi assim que escolhemos Nova Serrana, que tem espaço para um hotel econômico com serviços de padrão internacional?, explica Camargo.

A expectativa é de que, no prazo máximo de quatro anos, o novo Ibis já esteja em operação. O modelo adotado pela parceria foi o de franquia. Por ele a RR Empreendimentos Imobiliários arca com o investimento total e a AccorHotels entra com a expertise e a marca. ?É um modelo de parceria que acelera a nossa expansão e dá aos parceiros locais a oportunidade de fazer um investimento seguro. Não somos proprietários e nem administradores do hotel. A relação é gerida pela lei de franquias?, ressalta o diretor adjunto de novos negócios da AccorHotels América do Sul.

Leia mais
CHA assume operação do Pampulha Design Hotel
Radisson Blu chega ao País por Belo Horizonte


A meta de expansão do grupo na América do Sul chega a 500 hotéis até 2020. Já são 230 unidades em operação e 190 com contrato assinado e em diferentes fases de desenvolvimento. Em Minas Gerais, já estão em operação unidades em Uberlândia e Uberaba, no Triângulo; Poços de Caldas, no Sul de Minas; Montes Claros, no Norte de Minas; Nova Lima, Contagem e Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH); Juiz de Fora, na Zona da Mata; além da Capital. Já estão negociados e em diferentes fases de desenvolvimento: Manhuaçu e Muriaé, na Zona da Mata; Guaxupé e Pouso Alegre, no Sul de Minas; Patos de Minas, no Alto Paranaíba; Barbacena, no Campo das Vertentes; além de Nova Serrana, no Centro-Oeste.

?Minas Gerais é uma praça importante para o nosso desenvolvimento. O interior mineiro tem uma dinâmica econômica que nem sempre é percebida por quem está mais distante. A força dos negócios da mineração é um exemplo. Outra estratégia utilizada por nós é a conversão de bandeira. Nesse processo podemos começar a operação em até seis meses. É um modelo que permite a reabilitação de empreendimentos importantes e nos ajuda a economizar recursos financeiros e ambientais. A sustentabilidade é um conceito e uma meta importante para nós?, afirma o executivo.

Para dar suporte à expansão, a rede busca qualificar e reter mão de obra. O mesmo trabalho acontece com os fornecedores, que passam por um processo de homologação. O objetivo é profissionalizar a cadeia produtiva e, assim, garantir a qualidade dos produtos e serviços adquiridos.

?Um problema que ainda enfrentamos no setor de serviços no Brasil é o turnover. Temos no Brasil uma academia AccorHotels que prepara nossos funcionários e também os franqueados. Investimos na retenção dos nossos talentos através do plano de carreira. A prioridade no preenchimento de uma vaga é sempre de quem já trabalha conosco. Assim valorizamos nossa equipe e conseguimos um equilíbrio entre as unidades que estão precisando de pessoal e aquelas que estão com gente sobrando?, completa.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/02/2017
Verba para folia em Ouro Preto saltou 228%
De R$ 700 mil captados em 2016, valor dos patrocínios subiu para R$ 2,3 milhões este ano
18/02/2017
Pequi terá centro de atendimento ao turista
Atenta aos ganhos que um turismo estruturado e sustentável pode trazer para a cidade, a pequena e colonial Pequi, na região Central, vem desenvolvendo estratégias para atrair...
18/02/2017
PBH terá esquema especial de segurança
O Carnaval de Belo Horizonte, que teve seu início oficial no dia 11 e se estenderá até o dia 1º de março, promete ser o maior evento de rua da história da...
12/02/2017
Seguro viagem reduz despesas médicas e aumenta tranquilidade
São Paulo - Entre o final de 2016 e o início de 2017, cresceu o número de viagens domésticas no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira de...
11/02/2017
Folia em BH prejudica festas do interior
Crise e ameaça de febre amarela também fizeram com que as prefeituras repensassem sobre o evento
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.