20/08/2018
Login
Entrar

Economia

26/07/2018

Saldo da balança de Uberlândia dispara

Resultado está ligado à abertura de novos mercados
Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
O agronegócio ainda é o carro-chefe das exportações de Uberlândia, com destaque para a soja e o milho/Valter de Paula
No primeiro semestre deste ano, Uberlândia registrou um salto nas exportações e tem se consolidado como um município capaz de criar um ambiente propício para a geração de empregos e renda local. Dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) mostram que, nos seis primeiros meses de 2018, o resultado da balança comercial do município já é 37% maior do que o saldo de negócios com o exterior verificado em todo o ano passado. Foram US$ 378,06 milhões em negócios fechados com países parceiros durante o período, frente ao montante de US$ 275,81 milhões nos doze meses de 2017.

O resultado fez com que Uberlândia alcançasse o 5º lugar no ranking dos municípios com maior saldo positivo de Minas Gerais, atrás apenas de Nova Lima, Araxá, Betim e Três Marias, que, ao contrário da cidade do Triângulo Mineiro, têm foco e atuação na mineração. No Brasil, Uberlândia está entre as 50 cidades com melhor saldo, na 38ª posição até o momento.

O levantamento do Mdic apontou que entre os novos compradores de produtos locais estão países como a Rússia, Espanha e Arábia Saudita, que se juntaram à China, Alemanha, Tailândia, Vietnã, Holanda, Índia e Estados Unidos. O agronegócio continua sendo responsável pelos principais itens exportados pela cidade no semestre, entre eles soja, milho, carnes, couros, resinas e tabaco.

Na avaliação do prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, o desempenho positivo da balança no primeiro semestre de 2018 pode ser atribuído, principalmente, aos esforços dos empresários locais na abertura de novos mercados. “Acredito que é um trabalho de desenvolvimento em conjunto do empresariado e toda a economia da cidade, tentando reagir a essa crise que estamos atravessando. Uberlândia sempre foi um polo, assim como a região, e o mercado externo está se movimentando junto com o município”, afirmou.

A venda de produtos de limpeza, cosméticos e de confecções de vestuários, por meio da economia criativa, também foi destaque durante o período. A exportação de itens de maior valor agregado, segundo o prefeito, tem sido incentivada por meio do incentivo a conexões e interações. “A administração do município busca ser apoiadora e facilitadora do empresariado para que os negócios se concretizem. A participação em feiras internacionais, a exposição de produtos e a movimentação do Aeroporto Tenente Coronel Aviador César Bombonato são exemplos da economia da cidade girando em torno desse propósito”, explicou Leão.

Para garantir a manutenção de um ambiente de negócios favorável para o crescimento das exportações, a prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (Sedeit), determinou que o Executivo municipal continue colocando em prática as ações previstas no projeto de internacionalização em parceria com as entidades da cidade.
Entre as ações pioneiras nesse sentido, Uberlândia foi o primeiro município mineiro a assinar um acordo bilateral junto ao Reino Unido, em 2017, para a consolidação de políticas públicas com foco nas áreas de cidades inteligentes, energias renováveis e internacionalização de negócios locais.

Inovação - O fortalecimento do ecossistema de inovação e das empresas de base tecnológica com vocação internacional na cidade, também é prioridade. Como incentivo, neste ano, a prefeitura realiza a segunda edição do Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities), gerando oportunidades de intercâmbio com profissionais, investidores e representantes diplomáticos de vários países.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
ABC da Construção planeja ganhar mercados
Associação com a ConstruBrasil pode gerar desenvolvimento de produtos, redução de custos e preços
18/08/2018
Petrobras alerta para risco de desabastecimento de diesel
Rio de Janeiro - A Petrobras avalia que a nova fórmula proposta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para calcular o...
18/08/2018
Avanço do e-commerce não incomoda shoppings
Evento internacional reúne executivos e acionistas em São Paulo
18/08/2018
Cenário da economia é visto como ruim por 83,9% dos consumidores
São Paulo - O pessimismo dos consumidores sobre o momento da economia brasileira chegou no mês passado ao maior nível do ano, segundo sondagem feita pela...
18/08/2018
País tem vários fatores detendo produtividade, acredita secretário
Brasília - O secretário de Promoção da Produtividade e Advocacia da Concorrência do Ministério da Fazenda, João Manoel Pinho de Mello, avaliou na...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.