Publicidade
17/11/2017
Login
Entrar

Internacional

27/10/2017

Statoil admite prejuízo de US$ 480 mi

AE
Email
A-   A+
Oslo - A companhia norueguesa Statoil informou ontem que registrou prejuízo de US$ 480 milhões no terceiro trimestre, superior ao prejuízo de US$ 432 milhões registrado em igual período do ano passado. A receita da empresa, por outro lado, cresceu 12%, a US$ 13,61 bilhões, embora tenha ficado abaixo da previsão dos analistas, de US$ 14,11 bilhões.

O prejuízo maior ocorre após a Statoil registrar no período uma série de custos com depreciação, relacionados principalmente a um ativo em terra na América do Norte, que gerou ainda uma produção inferior à esperada.

O lucro total ajustado antes de impostos, que exclui itens não recorrentes, subiu a US$ 2,3 bilhões no terceiro trimestre, de cerca de US$ 600 milhões anteriormente. Analistas esperavam US$ 2,4 bilhões.

Flexibilidade - A Statoil produziu 2,05 milhões de barris de petróleo equivalente ao dia no terceiro trimestre, acima do 1,81 milhão de um ano antes. O avanço ocorreu sobretudo pela maior flexibilidade na produção de gás, devido aos preços mais altos, a novos poços e à capacidade adicional nos já existentes, além de um continuado desempenho operacional forte, informa a companhia.

A empresa elevou sua meta de crescimento na produção neste ano de 5% para 6%. O conselho manteve o dividendo em US$ 22,01 por ação.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/11/2017
Países querem banir uso do carvão até 2030
Cúpula climática da ONU realizada na Alemanha tem apoio de 15 nações e pretende reunir 50 até 2018
17/11/2017
Câmara dos EUA aprova reforma tributária
Washington - A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou ontem um amplo pacote de cortes de impostos afetando empresas, pessoas físicas e famílias, levando republicanos...
15/11/2017
Principais BCs do mundo prometem orientar investidores
Chairs veem comunicação como instrumento vital
15/11/2017
Crescimento da China desacelera
Pequim - A economia da China desacelerou mais no mês passado, com a produção industrial, o investimento em ativos fixos e as vendas no varejo abaixo das expectativas conforme...
15/11/2017
Economia da zona do euro avança mais que a dos EUA
Bruxelas - A economia da zona do euro cresceu mais do que a dos Estados Unidos no terceiro trimestre se comparada com o mesmo período do ano anterior, mostraram dados divulgados na...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.