Publicidade
22/09/2017
Login
Entrar

Finanças

19/05/2017

Banco corta recomendação para as ações brasileiras

Com o conteúdo explosivo da delação do empresário Joesley Batista, B3 recorreu ao circuit breaker
Reuters
Email
A-   A+
Milão - O JP Morgan cortou ontem a recomendação para as ações brasileiras para neutra, dizendo que as reformas no País podem estar em risco após as denúncias envolvendo o presidente Michel Temer em um escândalo de corrupção.

Na véspera, O Globo noticiou que Joesley Batista, um dos controladores do frigorífico JBS, gravou Temer concordando com pagamentos para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso.

“Ainda que a tendência positiva para crescente atividade econômica e taxas de juros mais baixas deva persistir, nós rebaixamos taticamente as ações brasileiras de overweight para neutra em meio à percepção de risco maior de execução para aprovação das reformas”, escreveram estrategistas do JP Morgan liderados por Pedro Martins Junior em nota.

O JP Morgan informou que as incertezas decorrentes do escândalo devem levar os investidores a reduzir a exposição a ações sensíveis às taxas de juro e ao crescimento, bem como elevar o peso de ações fora do setor financeiro, de matérias-primas e papéis defensivos atrelados ao dólar.

No exterior, as ações de empresas europeias com exposição ao Brasil, incluindo o grupo varejista francês Casino e as operadoras Telefónica e Telecom Italia, caíam acentuadamente, reagindo às denúncias.

Nos Estados Unidos, o principal índice ETF tinha baixa de mais de 16% no pré-mercado norte-americano.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/09/2017
Devolução de R$ 50 bilhões é confirmada por diretor do banco
Rio - O diretor da Área Financeira e Internacional do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Thadeu de Freitas, confirmou ontem que a...
22/09/2017
Expectativa dos consumidores piora
Rio - A mediana da inflação esperada pelos consumidores nos próximos 12 meses ficou em 6,7% em setembro, um avanço de 0,4 ponto percentual em relação ao...
22/09/2017
Bolsa fecha em baixa de 0,53% e dólar volta a subir
São Paulo - O otimismo com o mercado financeiro brasileiro deu uma pausa ontem e os investidores decidiram embolsar lucros obtidos em sessões anteriores, o que fez a Bolsa encerrar...
22/09/2017
Banco Central reduz as projeções para a inflação deste ano
Além disso, a autoridade monetária melhorou a estimativa para o PIB
22/09/2017
IPCA-15 tem alta de 0,11% em setembro
São Paulo - A prévia da inflação oficial no Brasil desacelerou mais do esperado em setembro e atingiu o menor nível para o mês em 11 anos, ampliando as...
› últimas notícias
Corporate Startup Summit 2017 discute colaboração entre startups e grandes empresas
Exportações crescem15,7% puxadas pelas commodities
Devolução de R$ 50 bilhões é confirmada por diretor do banco
Expectativa dos consumidores piora
Bolsa fecha em baixa de 0,53% e dólar volta a subir
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


22 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.