Publicidade
28 de May de 2017
Login
Entrar

Agronegócio

19/05/2017

Política não deve atrapalhar transações da JBS se eles tiverem produtos, afirma Blairo Maggi

Agência Estado
Email
A-   A+
Fábio Rodrigues Pozzebom/Abr/Maggi iniciou na semana passada um giro pelos países do Oriente Médio
Brasília - Em viagem ao Oriente Médio para reabrir mercados à carne brasileira, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse ontem que a política não deve atrapalhar as transações da JBS, “se eles tiverem produtos”. Ele comentou, porém, que as notícias sobre a delação do dono do frigorífico, Joesley Batista, implicando o presidente Michel Temer, ainda não chegaram à Arábia Saudita, onde se encontra o ministro.

Segundo Maggi, os compradores de carne brasileira têm total atenção sobre a atitude dos produtores. “Vão continuar a entregar matérias-primas para eles na confiança? É assim que este negócio funciona. Você vende e recebe depois de 20 a 30 dias”, explicou.

Maggi iniciou na semana passada um giro por países do Oriente Médio para reafirmar a qualidade da carne brasileira, após as dúvidas lançadas pela operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

27/05/2017
Santander amplia atuação na área rural
Instituição já inaugurou oito unidades do segmento Lojas Agro no País e pretende abrir uma unidade em MG
27/05/2017
OIE reconhece o Brasil como país livre da pleuropneumonia
O Brasil foi reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), por unanimidade, como país livre da pleuropneumonia contagiosa bovina (CBPP em inglês). A...
27/05/2017
Produção de açúcar supera as expectativas
São Paulo - A produção de açúcar do Centro-Sul do Brasil, o maior produtor mundial do adoçante, aumentou mais do que o esperado na primeira quinzena de...
27/05/2017
Cenário é favorável para a redução de juros
Durante o seminário “A Força do Campo”, o presidente do Banco Santander, Sérgio Rial, destacou que o cenário econômico brasileiro é...
26/05/2017
Juros do Plano Safra serão menores
Redução deve ser de 1 ponto percentual e recursos são estimados em R$ 202,8 bi
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.