Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

DC Auto

19/05/2017

MAN usa impressora 3D para peças

Da Redação
Email
A-   A+
A MAN Latin America vem crescendo de forma exponencial a utilização de sua impressora 3D. Hoje a máquina trabalha praticamente de forma ininterrupta para a produção de cerca de 250 peças protótipos ao ano.

A fabricante dos caminhões e ônibus Volkswagen e MAN também passou a recorrer à tecnologia para produzir itens de maior complexidade e ainda moldes para outras peças.

O resultado é que a MAN atingiu uma redução de cerca de 80% no custo de desenvolvimento de modelos conceituais (mock ups, em inglês) na fase inicial dos novos projetos. O cronograma também é favorecido. Um processo que antes poderia chegar a dois meses, hoje leva dias.

E a complexidade das peças impressas tem evoluído em velocidade acelerada, com a produção de componentes maiores e com riqueza de detalhes.

“Capacitamos nossos profissionais com esse know-how específico e cada vez mais ampliamos seu escopo de atuação. Essa é mais uma avançada ferramenta de engenharia que utilizamos para reduzir o custo de nossos produtos e garantir a competitividade frente ao mercado”, explicou Leandro Siqueira, diretor de Engenharia do Desenvolvimento.

Antes de adquirir sua própria impressora 3D, a montadora comprava esse serviço. Desde 2013, trouxe essa tecnologia para dentro de casa e os ganhos são significativos.
É possível imprimir modelos de praticamente qualquer peça, em apenas algumas horas, sem necessidade de desenvolver ferramentais específicos.

Outra frente nova de trabalho com a tecnologia é a impressão de moldes, que vão facilitar a produção de peças com materiais diferentes.

Como funciona – A impressão é feita por sobreposição de material em camadas até que chegue ao resultado final do projeto. Em vez de tinta, essa impressora utiliza materiais termoplásticos e são adotados diferentes bicos, que produzem camadas mais ou menos espessas, de acordo com a necessidade de precisão de cada peça.

Com o projeto desenvolvido virtualmente, a montadora inicia a fabricação desses protótipos e rapidamente tem uma peça para as primeiras análises e avaliações. A impressora 3D permite a melhoria de projetos de desenvolvimento do produto, minimizando impacto em cronograma e custo.

Com esse processo bastante simplificado, é possível trabalhar ainda múltiplos projetos simultaneamente, com cronograma enxuto. As peças confeccionadas servem para a validação de modelos conceituais e avaliação de sua montagem e acessibilidade.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/11/2017
Chevrolet apresenta a S10 100 Years
Versão limitada a 450 unidades, numeradas, utiliza motor 2.8 Turbo Diesel e câmbio de 6 marchas
17/11/2017
Jaguar XE 2018 chega ao mercado nacional com novas opções de motores e duas versões
O Jaguar XE chega ao modelo 2018 com a nova linha de motores Ingenium, totalmente desenvolvida pela Jaguar Land Rover. Os novos propulsores Ingenium são bastante leves e compactos,...
10/11/2017
Subaru Forester ganha nova versão de entrada
Linha do utilitário passa a contar com 3 opções
10/11/2017
Continental investe em segurança digital automotiva
A conectividade dos veículos já é uma realidade e novos sistemas estão sendo desenvolvidos para tornar os carros cada vez mais eficientes, autônomos e seguros....
10/11/2017
Motor Boxer 2.0, aspirado, rende 150 cv
O Forester L está equipado com o mesmo conjunto mecânico da versão intermediária da gama (Sport): motor Boxer 2.0 litros aspirado, com 150 cv de potência e torque...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.