Publicidade

Economia

Voos comerciais a jato na Pampulha prejudicarão Confins

Investimentos previstos pela BH Airport podem ser inviabilizados
Nos primeiros dois anos e meio de concessão, a BH Airport investiu quase R$ 900 milhões em diversas obras e intervenções/Alisson J. Silva
A avaliação foi feita pelo presidente da concessionária que administra o aeródromo, Paulo Rangel, em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO COMÉRCIO. Segundo ele, a possível reativação do Aeroporto da Pampulha para operações de grande porte prejudicaria alguns voos e conexões que partem e chegam no terminal em Confins, impactando também a demanda de passageiros. A decisão faria com que o principal terminal de Minas se tornasse um verdadeiro ?elefante branco?. Segundo o executivo, é preciso levar em consideração estudos internacionais que mostram que em cidades do mesmo porte de Belo Horizonte só é viável a operação de dois aeroportos se houver média de 35 milhões de passageiros/ano. A Capital, conforme Rangel, tem 10,65 milhões de passageiros em média anual.

Indicadores

IBOVESPA

+0.51%

63.853 pts

Dow Jones

-0.29%

20.596 pts

Nasdaq

+0.19%

5.828 pts

S&P 500

-0.08%

2.343 pts

Dólar

R$3.11

Euro

R$3.36

Libra

R$3.88

Iene

R$0.03

IPCA IBGE

0.43%

IPCA IPEAD

0.53%

IGP-M

0.71%

Fechamento do dia 24 de March de 2017. Cotações de venda das moedas.

Espaço de Entidades e Associações

DCMais

MG é 'campeão' na lista do trabalho escravo

São Paulo - Depois de meses de disputa judicial, o Ministério do Trabalho e...

Curtas DC MAIS

Porto de Antuérpia A Federação das Indústrias do Estado de...

Agenda Cultural

Festival Inscrições abertas - O “Festival Som Plural”...

 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.